Compartilhe

Compartilhe

Segundo Hipócrates, toda doença começa no intestino. Por muito tempo essa informação foi negligenciada. Com o avanço da indústria alimentícia e o desequilíbrio da microbiota, hoje em dia temos a necessidade de cuidar cada vez mais do nosso intestino delgado. Sabemos que o desequilíbrio da composição microbiana do intestino no TEA causa uma digestão pobre, consequentemente uma deficiência nutricional, uma função celular afetada e uma baixa função cerebral, que obviamente compromete possíveis evoluções das terapias realizadas por eles.
Como reverter?
Para desintoxicar o organismo, precisamos olhar para a microbiota (bactérias que povoam o nosso intestino delgado, boas e ruins). Com o equilíbrio da microbiota, conseguimos reverter a ansiedade e restaurar a imunidade. Que acaba favorecendo um aproveitamento melhor das terapias exercidas. O tratamento é conhecido como 5R.

1 – Alimentos que devem ser retirados: em escala de gravidade – o açúcar refinado, depois o grupo do leite e derivados, e o glúten (densidade que agride a parede do intestino, sendo considerado um dos alimentos mais fermentativos hoje em dia), milho e soja estão liberados desde que não sejam transgênicos. Os xenobióticos (produtos alimentícios ultra processados), assim como os metais pesados (as panelas devem ser de inox e o fermento químico, cheio de chumbo, deve ser substituído por bicarbonato. Os legumes e as frutas com agrotóxicos também devem ser retirados.

2 – Para reparar vamos precisar ingerir: Fontes de ômega 3, um anti-inflamatório natural.
Encontrado nos seguintes grupos alimentares:
SEMENTES: linhaça, girassol descascada, chia e gergelim. A chia, em especial, tem os nove aminoácidos dos dez que a gente precisa, excelente fonte de proteína biodisponível de origem vegetal.
OLEAGINOSAS: Castanhas do Pará, castanhas do caju crua, castanha de baru (substitui perfeitamente o amendoim, com a vantagem de ser muito mais nutritivo), macadâmias, amêndoas e nozes.

3 – Para o processo de reestruturação e reinoculação dos enterócitos precisamos ingerir
prébioticos
: clorela e biomassa de banana verde. Todas as frutas e legumes com cascas e bagaços também são excelentes prebióticos.

4 – Quando o intestino já estiver em simbiose (equilibrado) está na hora de repor, fornecendo as bactérias boas: lactobacilos, kombucha e legumes fermentados.

5 – E, por fim, reequilibrar, proporcionando um bem estar físico, mental e social, com modulação de estresse, qualidade do sono e do lazer. Com a microbiota equilibrada, conseguimos a liberação da serotonina (hormônio do bem estar) com mais eficiência e com isso teremos um melhor aproveitamento da parte emocional e
consequentemente do cognitivo.

Pensamento – Sentimento – Comportamento

Veja também...

A comunidade autista no Brasil está profundamente consternada pela morte de Liliane Senhorini, a querida Lili, professora, ativista e mãe de três …

Há ainda escassez de estudos de alta qualidade quando falamos de psicoterapia com adultos autistas. Mais pesquisas precisam ser feitas. Porém, o …

No vídeo abaixo, Marcos Mion faz mais um alerta bastante importante. Agora, o apresentador, pai do adolescente atípico Romeo e um dos …

plugins premium WordPress