Compartilhe

Diagnóstico não se banaliza

Compartilhe

Não podemos banalizar o diagnóstico, que no caso do autismo, a depender do nível de suporte, é muito complexo. E o diagnóstico diferencial ainda é uma ferramenta distante do contexto econômico e social no nosso país. Famílias mais vulneráveis economicamente mal têm acesso a um médico especialista. Portanto, não tem como romantizar o autismo no Brasil, esse é o meu ponto de vista! Muitos diagnósticos são negligenciados. Não existe só o autismo dentro dos transtornos do neurodesenvolvimento, temos outras questões afetando nossas crianças, nossos jovens e nossos adultos.  “Não é porque você tem um sintoma, como não socializar bem, por exemplo, que você tem autismo. Existem muitos diagnósticos errados. Então tem muita coisa pra gente estudar e observar sobre esse aumento de pessoas diagnosticadas com autismo”.

Veja também...

A arte, em sua essência vibrante e transformadora, espelha a própria natureza humana. Flexível, mutável e repleta de surpresas, ela reflete a …

No vídeo abaixo, Marcos Mion faz mais um alerta bastante importante. Agora, o apresentador, pai do adolescente atípico Romeo e um dos …

A Justiça de Praia Grande, no litoral de São Paulo, deferiu liminares para que a Amil não cancele contratos de plano de …

plugins premium WordPress