20/06 | 2 anos de Coletivamente

Compartilhe

“Eu tenho orgulho, sim!”

Compartilhe

“Eu passei a vida inteira chorando em silêncio e hoje tendo espaço, ninguém irá me calar.”

Essa frase não remete somente a uma epifania da minha mente, como também é o simbolismo perfeito do Dia do Orgulho Autista, comemorado semana passada. Eu já senti muita vergonha de ser eu mesmo. Dificilmente eu consigo abrir as minhas “feridas” e voltar no passado. Eu já errei e também acertei, é isso que eu gostaria que soubessem, que eu não sou O AUTISMO, eu sou um ser humano, uma pessoa autista.

Mas porque ter orgulho de ser autista?

Eu sei que para uma significante parcela leiga da sociedade, pode parecer estúpido demonstrar orgulho em ter nascido com um transtorno do neurodesenvolvimento. Sei também que há três níveis de suporte e cada autista é único. Mas como dito anteriormente, eu sofri durante toda uma vida, passei por situações das quais eu prefiro nunca mais lembrar. Eu sofri ofensas das mais pejorativas possíveis e fui adjetivado na infância com palavras que nenhuma criança merece escutar. Se eu estou me expressando hoje e lutando para que se tenha um futuro próspero, digno e justo, é porque há alguns anos, outros autistas sofreram e lutaram até o final para mostrar ao mundo que pessoas autistas existem, fazem parte da sociedade e merecem ser respeitadas.

Portanto, dentro de todas as nuances que envolvem o Transtorno do Espectro Autista, é meu dever como uma pessoa que se propõe a criar conteúdo e explicitar publicamente ser uma pessoa nascida com a condição, celebrar cada oportunidade como um olhar para o passado e um incentivo para batalhar pelo futuro.

Uma vida sentindo vergonha, carregando comigo prejuízos significativos e lidando com a rejeição? Eu só posso ter o mínimo de orgulho da minha pessoa, sendo uma voz ativa para que o dia 18 não seja somente utopia de um mês só, mas uma realidade para o ano inteiro. Autistas adultos, crianças autistas e famílias atípicas merecem dignidade, eu rezo ao nosso bom Deus para que nos conduza rumo a um futuro próspero.

Meu orgulho não se baseia na condição propriamente dita, mas em tudo o que eu passei e em quem eu sou. E tenho MUITO a evoluir!

Deus abençoe a todos!

Veja também...

O TRT da 9ª região reconheceu o direito de uma pessoa autista de exercer sua profissão de forma adaptada por meio do …

A arte me move e, com ela, tenho um coração de muitas cores. Eu amo criar e sei que o bom Deus …

No vídeo que segue, eu abordo as especificidades existentes para a educação de uma criança autista, ressaltando a necessidade de um reforço …

plugins premium WordPress