Compartilhe

Compartilhe

Vamos fazer um teste rapidinho:

Abra seu navegador de busca na internet, digite a palavra Autismo. O que achou?

Provavelmente:

  • Conceitos
  • Crianças fazendo terapias
  • Alguém vendendo cursos
  • Sinais do Autismo
  • Alguém falando sobre
  • Produtos

Tinha foto de crianças?
Provavelmente.

Tinha foto de adultos TEA?
Provavelmente, não.

Achou terapias para adolescentes e adultos?
Raramente.

A busca te atendeu?
Provavelmente, não.

Realidade

Chato falar que muito que vemos na web sobre Autismo tem a ver com: compra ou venda de serviços… Ninguém discorda que as pessoas devem vender seus serviços. Estudaram para isso e vivem disso! Mas que tal um pouco mais de compromisso social com o Autismo? Nem todo produto é exclusivo para autistas.

Existem mulheres autistas, ok?

O Autismo não termina aos 12 anos de idade;

Não venda sua casa para comprar uma terapia!

Autistas sofrem bullying nas escolas, sim!

Terapias particulares estão caras, sim!

O mercado de trabalho tem preconceito com o Autismo, sim!

Alguns influenciadores são grossos ou capacitistas, sim!

Tem gente que te faz comprar o que não precisa, sim!

Falta capacitação na rede pública e privada, sim!

Verifique qual a intenção da pessoa ou perfil que está seguindo…

O Autismo e autistas merecem respeito!

Veja também...

A arte, em sua essência vibrante e transformadora, espelha a própria natureza humana. Flexível, mutável e repleta de surpresas, ela reflete a …

No vídeo abaixo, Marcos Mion faz mais um alerta bastante importante. Agora, o apresentador, pai do adolescente atípico Romeo e um dos …

A Justiça de Praia Grande, no litoral de São Paulo, deferiu liminares para que a Amil não cancele contratos de plano de …

plugins premium WordPress