Compartilhe

Compartilhe

Em entrevista exclusiva à Revista Autismo, o neurocientista brasileiro Alysson Muotri, professor da faculdade de medicina da Universidade da Califórnia em San Diego (EUA), explica em detalhes o porquê de enviar organoides cerebrais (“minicérebros”) de autistas para a Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês para International Space Station). Assista à entrevista em vídeo no Canal do Youtube da Revista Autismo.

Dr. Alysson Renato Muotri, que é e cofundador das startups Tismoo Biotech e Tismoo.me, explicou sobre cada um dos quatro envios de remessas de organoides cerebrais para a Estação Espacial, o que deu certo e o que deu errado em cada um deles, desde 2019 — inclusive sobre a remessa que está atualmente no espaço. Ele fala ainda do convite da Nasa para que ele seja o primeiro cientista do mundo a ir ao espaço, o que deve acontecer no próximo ano (2024), além de seu esforço para levar experimentos brasileiros para a ISS.

Entrevista em vídeo

Não deixe de assistir, a seguir, à entrevista, que tem 38 minutos de pura neurociência a respeito de autismo, neurodesenvolvimento e síndromes relacionadas ao espectro.

Veja também...

A arte, em sua essência vibrante e transformadora, espelha a própria natureza humana. Flexível, mutável e repleta de surpresas, ela reflete a …

No vídeo abaixo, Marcos Mion faz mais um alerta bastante importante. Agora, o apresentador, pai do adolescente atípico Romeo e um dos …

A Justiça de Praia Grande, no litoral de São Paulo, deferiu liminares para que a Amil não cancele contratos de plano de …

plugins premium WordPress