Compartilhe

Outubro Rosa e o autismo

Compartilhe

Desde quando descobri o autismo do Pedro, sempre me questionava: o que posso fazer com isso na minha vida?
Encontrei a resposta quando a Associação Pró-autistas com sede em SJDR (ASPAS) se formou. Perdi e ganhei muita gente! Mas me encontrei!!

Achei o que eu mais gostava de fazer: ajudar as famílias que passavam pelo mesmo caminho que eu! A carreira jurídica tinha se realizado no fazer justiça lutando pelos direitos deles. Que ingenuidade a minha…

Esse era só o início do caminho. Não era sobre o Pedro, sobre autismo e nem sobre ajudar o próximo. Era sobre mim, sobre me reinventar na fé, era sobre aprender a ser cuidada e deixar me ajudarem!

Nova caminhada

Desde o dia 1° de julho começo uma nova caminhada: curar meu corpo e minha alma, aceitar o que diz respeito a mim e o que diz respeito ao outro. Nada acontece por acaso.
Dessa forma, abro mais uma vez minha vida a todos que me acompanham e aos novos que virão! Minha luta agora é contra o câncer! Vou ali buscar minha cura e volto em breve, afinal, o autismo me espera!”

Esse texto foi escrito por mim, em 2020, logo após o resultado do meu diagnóstico. Hoje, após todo esse caminhar, tenho a certeza do caminho que escolhi. Um dia, dentro do INCA, fui ajudar uma senhora, e o André me disse: “Você se transforma quando ajuda o outro”. O câncer me colocou num lugar de vulnerabilidade, de aceitação, de fé, de dor e de sofrimento, de medo da morte e de MUITA, MUITA VONTADE DE VENCER, PORQUE EU PRECISAVA TERMINAR O QUE EU HAVIA COMEÇADO.

Veja também...

A arte, em sua essência vibrante e transformadora, espelha a própria natureza humana. Flexível, mutável e repleta de surpresas, ela reflete a …

No vídeo abaixo, Marcos Mion faz mais um alerta bastante importante. Agora, o apresentador, pai do adolescente atípico Romeo e um dos …

A Justiça de Praia Grande, no litoral de São Paulo, deferiu liminares para que a Amil não cancele contratos de plano de …

plugins premium WordPress