Compartilhe

Compartilhe

O universo autista ainda é cercado por mitos que impedem o pleno desenvolvimento de crianças e adolescentes. As particularidades do público neurodivergente fazem com que pais, professores e outros profissionais encontrem algumas dificuldades com relação ao comportamento, à comunicação e à educação de autistas.

Além de pesquisas voltadas à compreensão do autismo e ao modelo de educação inclusiva ideal, essa seleção inclui um livro interativo e um guia para pais de crianças neurodivergentes. Confira abaixo! 

  1. Humano à sua maneira

O livro “Humano à sua maneira” redefine a abordagem do autismo
Foto: Reprodução digital | Editora edipro / Portal EdiCase
Escrito pelo médico Barry Prizant em colaboração com Tom Fields-Meyer, esta obra redefine a abordagem do autismo. Prizant argumenta que o autismo não é um distúrbio a ser corrigido, mas uma maneira única de experimentar o mundo. 

Em vez de focar em suprimir os sintomas, ele defende a compreensão das causas emocionais por trás do comportamento autista. “Humano à sua maneira” desafia conceitos tradicionais e oferece uma perspectiva compassiva e inclusiva sobre o autismo.

  1. Além do autismo: dicas de uma mãe atípica em busca do equilíbrio

O livro “Além do autismo: dicas de uma mãe atípica em busca do equilíbrio” relata a jornada de Andreia na criação de uma criança com TEA
Foto: Reprodução digital | Amazon / Portal EdiCase
Este é o resultado de uma jornada sincera na criação de uma criança com Transtorno do Espectro Autista. Ao compartilhar experiências e lições valiosas, Andreia Silva oferece orientações práticas e insights profundos para todos os pais e os responsáveis que enfrentam os desafios únicos que o TEA pode apresentar. A autora enfatiza a necessidade de equilíbrio, disciplina e celebração das conquistas, não apenas dos filhos, mas também dos pais.

  1. Crítica à Pseudociência em Educação Especial

No livro “Crítica à Pseudociência em Educação Especial”, o autor reflete sobre o ensino para crianças neurodivergentes
Foto: Reprodução digital | Luna Edições / Portal EdiCase
Em tese, a alocação de crianças e adolescentes neurodivergentes ou com alguma deficiência no ensino regular é essencial para a promoção dos ideais de inclusão social. Na prática, a precariedade das escolas brasileiras favorece uma lacuna de aprendizagem e limita os avanços desses alunos. Esta é a reflexão proposta pelo Dr. Lucelmo Lacerda, pesquisador e ativista pelos direitos das pessoas com deficiência. Também é autista e pai de criança autista.

  1. Estímulos para autistas: 40 atividades para crianças e adolescentes

O livro “Estímulos para autistas” traz 40 atividades para crianças e adolescentes autistas
Foto: Reprodução digital | Matrix Editora / Portal EdiCase
Criado por Antonietta Lacativa e Marjorie Bert, este livro-caixinha foi desenvolvido para ajudar o público autista, pensado para as neurodiversidades que dificultam a organização de pensamentos, sentimentos e emoções e que geram prejuízo nas atividades diárias, interações sociais, na comunicação e no aprendizado. Nele estão 40 cartas, cada uma com uma dinâmica e direcionada, com o objetivo de estimular as percepções sensoriais visuais, auditivas, táteis, gustativas, cinestésicas e motoras.

  1. O Patrulheiro Literário

No livro “O Patrulheiro Literário”, um bibliotecário autista é recrutado para desvendar mistérios
Foto: Reprodução digital | Códice Editorial / Portal EdiCase
Em “O Patrulheiro Literário”, Arquimedes, um bibliotecário autista, é recrutado para desvendar mistérios em uma cidade onde ícones da literatura ganham novas vidas. Enquanto enfrenta desafios e interage com figuras como Shakespeare e Conan Doyle, ele encontra conforto na música e busca se adaptar ao mundo ao seu redor. Pai de dois filhos com TEA, Vinícius Lima Costa sensibiliza os leitores para o tema por meio da ficção.

  1. Autismo Sem Máscara

No livro “Autismo Sem Máscara”, o psicólogo Devon Price mergulha na complexidade do autismo
Foto: Reprodução digital | nVersos Editora / Portal EdiCase
O psicólogo Devon Price mergulha nas complexidades do mascaramento do autismo. De acordo com o especialista, muitos autistas escondem suas características para se adequarem às expectativas sociais e sacrificam a saúde mental no processo.

Por meio da própria jornada pessoal, o autor se apoia em pesquisas sociais e destaca como esse fenômeno é amplamente desconhecido. Enquanto geralmente se identifica o autismo “típico” na infância, muitos autistas “mascarados” lutam por décadas, frequentemente marginalizados em termos de raça, gênero, orientação sexual e classe.

  1. Dá licença, sou autista

No livro “Dá licença, sou autista”, a autora trata sobre as dificuldades que um aluno com TEA enfrenta no processo escolar
Foto: Reprodução digital | Hanoi Kids / Portal EdiCase
“Dá licença, sou autista”, de Vanda Pinheiro, trata das dificuldades que o aluno com TEA enfrenta no contexto escolar e mostra que, com algumas estratégias, adaptações e muito amor, é possível alcançar o aprendizado, proporcionando a inclusão.

Fonte: https://www.terra.com.br/diversao/7-livros-sobre-autismo-para-pessoas-com-tea,e9e4910d415b411e7449893a089a2bfeskrdstu5.html?utm_source=clipboard

Veja também...

A comunidade autista no Brasil está profundamente consternada pela morte de Liliane Senhorini, a querida Lili, professora, ativista e mãe de três …

Há ainda escassez de estudos de alta qualidade quando falamos de psicoterapia com adultos autistas. Mais pesquisas precisam ser feitas. Porém, o …

No vídeo abaixo, Marcos Mion faz mais um alerta bastante importante. Agora, o apresentador, pai do adolescente atípico Romeo e um dos …

plugins premium WordPress