Compartilhe

A importância do diagnóstico

Compartilhe

No mundo, estima-se que 5% da população infantil tenha o Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH). O diagnóstico se tornou mais frequente e o tema se popularizou na internet.

“A primeira vez que o Gabriel apresentou alguma coisa que tem a ver com TDAH ele tinha entre quatro e cinco anos e nos chamaram na escola para falar que ele não contava de um até dez”, informou Eduardo Ferrari, pai de Gabriel. O menino é elétrico e não para. A frequência e a intensidade chamaram a atenção desde cedo.

A internet tem ajudado a falar sobre TDAH e outros transtornos, conhecer a neurodiversidade, saber que ela está à nossa volta, mas o diagnóstico depende de uma equipe especializada e quanto antes acontecer, melhor.

“O tratamento vai variar de acordo com a intensidade e de acordo com os prejuízos que essa criança apresenta. Então, se a intensidade é leve, a gente geralmente recomenda que se faça terapia e não há necessidade de medicar. A partir do momento em que a criança tem um quadro de moderado a grave intensidade, aí tem que associar ao tratamento fármacos”, informa o psiquiatra Ênio Roberto.

Fonte: Jornal da Band

Veja também...

Na última quinta feira, dia 16 de maio, foi o Dia Nacional de Acessibilidade! @alinecastromg é uma referência nessa luta (não deveríamos …

Ter conhecimento básico sobre ABA é fundamental para todos os profissionais que atendem pacientes autistas.Para nós da área motora essa ciência é …

Os passeios até o Pratagy Acqua Park, em Ipioca, Alagoas, continuam proporcionando diversão para mais de mil crianças autistas que estudam em …

plugins premium WordPress