Compartilhe

Compartilhe

É cada vez mais comum encontrar pessoas diagnosticadas com Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH), tanto crianças quanto adultos. Consequência disso é a busca por novos métodos para amenizar os sintomas e melhorar a qualidade de vida desses indivíduos. Nesse sentido, muitos especialistas têm apontado a alimentação como uma potencial aliada. E nós convidamos alguns profissionais para partilharem suas perspectivas sobre o assunto.

Segundo o médico psiquiatra Philipe Diniz, do Instituto Nutrindo Ideais, a alimentação desempenha um papel fundamental no desenvolvimento da criança, sobretudo nos primeiros anos de vida.

Nutrientes como vitaminas e minerais são essenciais para o funcionamento adequado do cérebro, portanto, uma carência desses nutrientes pode impactar diretamente no desenvolvimento cerebral de uma criança com TDAH.

“Temos que lembrar que a criança tem um índice metabólico aceleradíssimo nesses primeiros anos de vida”, ressalta o médico, que também alerta para o consumo exagerado de alimentos processados e industrializados, substâncias que, além de possuírem baixo valor nutricional, ainda podem prejudicar o metabolismo da criança.

A nutricionista do Instituto Nutrindo Ideais Géssica Ortiz cita alguns alimentos que podem auxiliar na melhora dos sintomas do TDAH:

  • Peixes ricos em ômega-3: salmão, sardinha e atum;
  • Frutas e vegetais frescos;
  • Proteínas magras: frango, peru, ovos, feijões e lentilhas;
  • Grãos integrais: arroz integral, aveia, quinoa e pão integral;
  • Nozes e sementes: amêndoas, castanhas, sementes de abóbora e chia.

A Nutricionista indica a diminuição do consumo de alimentos como açúcares refinados e processados, alimentos ricos em cafeína e com corantes e aditivos artificiais.

Para a implementação e manutenção da dieta para pessoas com TDAH, a profissional de saúde recomenda a consulta a um médico ou nutricionista especializado, planejamento e organização das refeições, foco em alimentos integrais, monitoramento dos sintomas e acompanhamento regular com um profissional de saúde.

Veja também...

A comunidade autista no Brasil está profundamente consternada pela morte de Liliane Senhorini, a querida Lili, professora, ativista e mãe de três …

Há ainda escassez de estudos de alta qualidade quando falamos de psicoterapia com adultos autistas. Mais pesquisas precisam ser feitas. Porém, o …

No vídeo abaixo, Marcos Mion faz mais um alerta bastante importante. Agora, o apresentador, pai do adolescente atípico Romeo e um dos …

plugins premium WordPress