Compartilhe

Como gerenciar o 13º salário

Compartilhe

Adultos com Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) podem ter dificuldade para gerenciar o 13º salário, segundo um estudo recente. Isso ocorre porque o problema é um transtorno neurobiológico que afeta a capacidade de manter a atenção, controlar impulsos e regular o nível de atividade.

Pesquisas mostram que 36% dos adultos com TDAH relatam dificuldades no manejo das finanças familiares. Quase 50% têm dívidas e 66% fazem compras impulsivas.

“O recebimento do 13º salário pode ser um campo minado de distrações e impulsividade para adultos com TDAH”, disse o psicólogo Márcio Merçoni, que tem TDAH e é especialista nessa área.

“Para indivíduos que apresentam esse tipo de comportamento, qualquer possibilidade de compras é vista como um momento de grande oportunidade, ou talvez a única. ‘Não posso perder esta oportunidade’ e ‘Depois eu vou conseguir o dinheiro para cobrir essa compra’ são falas e pensamentos típicos”, comentou Merçoni.

Para enfrentar esses desafios, Merçoni recomenda que adultos com TDAH busquem orientação financeira profissional, usem aplicativos de gerenciamento financeiro e definam metas claras e alcançáveis.

Confira algumas dicas

►Crie listas de prioridades: Isso vale tanto para compras como para tarefas. E estabeleça categorias. Listas escritas ajudam a lembrar, e categorias e classificações contribuem na clareza das escolhas. Utilize cores e códigos para organizar categorias, tornando as informações mais visuais e fáceis de acompanhar.

►Estabeleça um orçamento: criar um orçamento detalhado é essencial para controlar gastos impulsivos. Estabeleça metas claras e monitore regularmente suas despesas para evitar surpresas no final do mês.

►Automatize suas finanças: configure pagamentos automáticos para contas essenciais, como aluguel, serviços públicos e economias. Isso evita esquecimentos e atrasos de pagamento, garantindo a estabilidade financeira.

►Use ferramentas de gestão financeira: aplicativos e softwares de gerenciamento financeiro podem ajudar a rastrear despesas, definir lembretes e visualizar padrões de gastos, facilitando o controle sobre as finanças.

►Extratos: pegar a 2ª via dos pagamentos feitos com cartão de débito e crédito também ajuda. Por que? Ao olhar no extrato e comparar com os papéis dos estabelecimentos fica mais fácil identificar o que foi comprado e onde foi feita a compra e, assim, organizar a planilha financeira.

►Busque orientação profissional: consultar um planejador financeiro pode oferecer estratégias personalizadas para gerenciar dívidas, economizar e investir, proporcionando um caminho claro para a estabilidade financeira.

►Estabeleça objetivos realistas: defina metas financeiras alcançáveis e divida-as em etapas menores. Isso ajuda a manter o foco e a motivação, facilitando o progresso financeiro.

►Pratique o autocuidado: gerencie o estresse e a impulsividade por meio de técnicas de relaxamento, exercícios físicos e hobbies.

►Estabeleça rotinas: tanto de acompanhamento e controles financeiros, datas fixas para fazer pagamentos, como em atividades simples diárias como acordar, comer, trabalhar e dormir. Essas rotinas fornecem estrutura, previsibilidade e organização pessoal. Um estado mental equilibrado pode ajudar na tomada de decisões financeiras mais ponderadas.

►Apoio na área de saúde mental: um psicólogo especializado em TDAH pode ser valioso na busca de estratégias de organização eficazes. Principalmente quando o assunto é dinheiro, a união da educação financeira ao acompanhamento psicoterapêutico cognitivo comportamental é uma estratégia para alcançar uma vida profissional e financeira mais saudável.

Fonte: A Gazeta (https://www.agazeta.com.br/dinheiro/adultos-com-tdah-tem-dificuldades-para-gerenciar-o-13-salario-entenda-1123)

Veja também...

A comunidade autista no Brasil está profundamente consternada pela morte de Liliane Senhorini, a querida Lili, professora, ativista e mãe de três …

Ei, pessoal! Vamos falar sério por um minuto? Você, adulto, acha que seria eficaz se sua sessão de terapia durasse apenas 20 …

Primeiramente, vamos entender o que é o BPC/LOAS. BPC é a sigla do Benefício de Prestação Continuada, um benefício assistencial pago pelo …

plugins premium WordPress