Compartilhe

Compartilhe

Para quem acha que é só na área de orto que a guia já vem discriminada com a quantidade de sessões e quais exercícios o fisioterapeuta deve realizar, mal sabe que na área motora no TEA isso também acontece.

E aí temos dois problemas, profissionais de áreas diferentes querendo influenciar condutas e a falta de base científica para fazer essas prescrições.

Graças a Deus, tenho comigo excelentes pediatras, neuropediatras e toda a equipe multi que entende o seu papel, valoriza o colega e sabe da importância da ciência para a evolução de cada paciente.

Espero que essa conexão que desenvolvi chegue a todos os profissionais, assim os pacientes só têm a ganhar, concorda?

Se você é fisio e quer entender sobre a área motora no TEA baseado em evidências esse é o lugar certo, visite o meu perfil e me acompanhe aqui neste canal.

Veja também...

Na última quinta feira, dia 16 de maio, foi o Dia Nacional de Acessibilidade! @alinecastromg é uma referência nessa luta (não deveríamos …

Ter conhecimento básico sobre ABA é fundamental para todos os profissionais que atendem pacientes autistas.Para nós da área motora essa ciência é …

Os passeios até o Pratagy Acqua Park, em Ipioca, Alagoas, continuam proporcionando diversão para mais de mil crianças autistas que estudam em …

plugins premium WordPress