Compartilhe

Compartilhe

Muitas famílias passam pelo processo de negação ao descobrirem o diagnóstico do(a) filho(a) e, muitas vezes, tardam o processo de tratamento. Sabe-se que não é fácil romper com um filho idealizado, planejado por meses, e sobretudo com todas as críticas e todos os julgamentos que serão recebidos pela sociedade. No entanto, é extremamente importante entender que como tudo na vida, a aceitação e o rompimento com o ideal também é um processo, um aprendizado. Com isso, é necessário aceitar para cuidar, sendo fundamental lidar com o real, criando estratégias para trabalhar da melhor maneira com o possível. Lidar com o diagnóstico é compreender seu filho e sua filha em sua totalidade, tendo o entendimento de que o diagnóstico não é o fim, mas sim o começo e que um laudo não define uma criança, pelo contrário, permite o caminho para que ocorra o seu desenvolvimento.

Veja também...

A arte, em sua essência vibrante e transformadora, espelha a própria natureza humana. Flexível, mutável e repleta de surpresas, ela reflete a …

No vídeo abaixo, Marcos Mion faz mais um alerta bastante importante. Agora, o apresentador, pai do adolescente atípico Romeo e um dos …

A Justiça de Praia Grande, no litoral de São Paulo, deferiu liminares para que a Amil não cancele contratos de plano de …

plugins premium WordPress