Compartilhe

Live sobre frustrações

Compartilhe

Quando falamos em frustração no Transtorno do Espectro Autista, sem dúvida é
necessário levar em consideração as particularidades do Transtorno em questão. Sabe-se
que o limiar de frustração de pessoas autistas é diferente, menor, tendo em vista que as
mesmas possuem inflexibilidade cognitiva, interesses restritos, muitas vezes déficit na
linguagem e até mesmo dificuldades em regular e expressar os próprios sentimentos e
emoções.

Com isso, sem dúvida, é de extrema importância o tratamento psicológico e, até mesmo,
multidisciplinar (psicólogo, terapeuta ocupacional, fonoaudiólogo, psicopedagogo,
neurologista, psiquiatra) para que a pessoa consiga criar estratégias de enfrentamentos
para seus momentos de frustração.

Diante do tema em questão surgiu a ideia de parceria entre a Psicóloga Rebeca Collyer e
o Escritor e Palestrante Wallace D’Lira (ambos escritores do site Coletivamente), a fim
de abordar melhor sobre o assunto e, sobretudo, as experiências do último. A live
ocorrerá na próxima terça-feira, dia 06 de dezembro de 2022, às 20h, no Instagram de
ambos.

Veja também...

A arte, em sua essência vibrante e transformadora, espelha a própria natureza humana. Flexível, mutável e repleta de surpresas, ela reflete a …

No vídeo abaixo, Marcos Mion faz mais um alerta bastante importante. Agora, o apresentador, pai do adolescente atípico Romeo e um dos …

A Justiça de Praia Grande, no litoral de São Paulo, deferiu liminares para que a Amil não cancele contratos de plano de …

plugins premium WordPress