Compartilhe

Médico perde licença

Compartilhe

O médico Jason Klop perdeu a licença profissional na última quarta-feira, dia 1º, após oferecer falsa cura para o autismo.

O canadense cobrava US$ 15 mil (cerca de R$ 73,5 mil) por transplantes fecais, que envolviam retirar bactérias das fezes de pacientes saudáveis ​​e transferi-las para crianças autistas de apenas 2 anos.

O tratamento, realizado com comprimidos ou enema (lavagem intestinal), alegava Klop, levou a “melhoras sensíveis” nos sintomas do autismo. Ele era oferecido em clínicas no México, na Hungria, na Austrália e no Panamá.

Klop admitiu que seu negócio violou várias regras da Health Canada (agência governamental que regula medicamentos e alimentos no Canadá), bem como os padrões estabelecidos pelo College of Naturopathic Physicians (Conselho de Médicos Naturopatas) da Colúmbia Britânica. Ele terá que pagar uma multa de US$ 7.500 (R$ 36,7 mil).

Além de admitir promover e vender transplantes fecais que não são aprovados para o autismo, ele admitiu ter feito “declarações não verificáveis” na publicidade do tratamento.

Documentos judiciais revelam que o canadense “tratou” pelo menos 60 crianças com o método ilegal. Os transplantes fecais só são aprovados no Canadá e nos EUA para o tratamento de colite induzida por clostridioides, um tipo de infecção estomacal.

De acordo com o jornal “Daily Mail”, Klop terá o direito de recuperar a sua licença médica em cinco anos.

Veja também...

A comunidade autista no Brasil está profundamente consternada pela morte de Liliane Senhorini, a querida Lili, professora, ativista e mãe de três …

Ei, pessoal! Vamos falar sério por um minuto? Você, adulto, acha que seria eficaz se sua sessão de terapia durasse apenas 20 …

Primeiramente, vamos entender o que é o BPC/LOAS. BPC é a sigla do Benefício de Prestação Continuada, um benefício assistencial pago pelo …

plugins premium WordPress