Compartilhe

Reações que autistas podem ter

Compartilhe

Comunicar e compreender ideias nem sempre é simples para pessoas dentro do espectro autista. Em interações sociais, essas pessoas podem exibir comportamentos considerados não convencionais pela sociedade neurotípica.

Neurotípico é um termo utilizado para descrever pessoas cujo desenvolvimento neurológico segue o padrão considerado típico pela sociedade.

Em contraste, neurodivergente refere-se a pessoas cujo funcionamento neurológico difere desse padrão. Isso inclui pessoas com condições como autismo, TDAH, síndrome de Tourette, dislexia, entre outras.

Essas diferenças podem influenciar a maneira como uma pessoa processa informações, interage com os outros e percebe o mundo ao seu redor.

É importante destacar que, devido à natureza do espectro, há uma ampla variedade de comportamentos, habilidades e preferências entre os indivíduos autistas quando se trata de interações sociais.

Alguns podem mostrar pouca motivação para interagir com as pessoas ao seu redor, enquanto outros podem desejar interações sociais com uma variedade de pessoas.

Fazer perguntas consideradas “bobas”
Indivíduos autistas podem fazer perguntas que parecem simples ou óbvias como uma maneira de compreender melhor uma situação ou conceito que não está claro para eles.

Além disso, alguns podem preferir ter informações claras e previsíveis para se sentirem seguros e confortáveis, o que pode resultar em perguntas repetitivas para garantir entendimento completo da situação.

Avisar sempre antes de fazer algo
Muitas pessoas autistas preferem seguir uma rotina estruturada e previsível. Portanto, comunicar antecipadamente uma mudança na atividade ou situação pode ajudá-las a se preparar mental, emocional e sensorialmente para a transição, reduzindo assim o estresse e a ansiedade associados.

Ter tendência a pedir desculpas
Alguns indivíduos autistas podem ter dificuldade em expressar suas necessidades, emoções ou opiniões de forma clara e direta, o que pode levar a um padrão de pedir desculpas como resposta automática em situações desconhecidas ou ambíguas.

Dificuldade em defender a si mesmo
Pessoas autistas podem ter dificuldade em interpretar pistas sociais sutis e entender as intenções dos outros, o que pode resultar em dificuldade em reconhecer situações que requerem autodefesa imediata. Além disso, a ansiedade social pode contribuir para o medo de confrontos ou preocupação com as consequências de se defender, levando à evitação de situações de conflito.

Tentar evitar encontros inesperados em locais públicos
Encontros inesperados em locais públicos podem causar ansiedade social em pessoas autistas, que podem se sentir desconfortáveis com interações sociais imprevistas e preferem evitar tais situações para evitar estresse adicional.

É importante ressaltar que esses comportamentos são apenas alguns exemplos e que o autismo é um espectro com uma ampla variedade de características.

Além disso, a identificação com esses comportamentos não é necessariamente indicativa de autismo, e apenas um médico especializado pode realizar um diagnóstico.

Fonte: Catraca Livre (https://catracalivre.com.br/saude-bem-estar/5-reacoes-que-autistas-podem-ter-em-uma-interacao-social/)

Veja também...

A arte, em sua essência vibrante e transformadora, espelha a própria natureza humana. Flexível, mutável e repleta de surpresas, ela reflete a …

No vídeo abaixo, Marcos Mion faz mais um alerta bastante importante. Agora, o apresentador, pai do adolescente atípico Romeo e um dos …

A Justiça de Praia Grande, no litoral de São Paulo, deferiu liminares para que a Amil não cancele contratos de plano de …

plugins premium WordPress