Compartilhe

Compartilhe

O Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade, conhecido como TDAH, é frequentemente associado a crianças em idade escolar. No entanto, muitos adultos também enfrentam os desafios dessa condição.

O TDAH é caracterizado por sintomas como dificuldade em se concentrar, impulsividade e hiperatividade. Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 2 a 4% dos adultos no mundo sofrem com o transtorno.

Em adultos, os sintomas são principalmente desatenção, disfunção executiva, inquietação motora, impulsividade e desregulação emocional. Dessa forma, pessoas com TDAH podem ter dificuldades significativas em controlar suas emoções, resultando em reações intensas e repentinas, como explosões de raiva.

Causas

O médico psiquiatra Wendell Ribeiro Oliveira explica que o TDAH tem uma forte ligação genética, com pais de crianças diagnosticadas tendo maior probabilidade de também apresentar o transtorno.

“A explicação mais aceita atualmente para a origem do TDAH é o modelo multifatorial, que envolve a interação entre fatores genéticos e ambientais. Acredita-se que a combinação de variantes genéticas de risco e condições desfavoráveis no ambiente pode desencadear o TDAH”, aponta.

Alterações em córtex pré-frontal, que funciona como um maestro regulando a cognição, comportamentos e emoções e em redes neurais ligadas a neurotransmissores, como dopamina e norepinefrina, também são associadas ao transtorno.

Tratamento

O tratamento do TDAH em adultos envolve uma abordagem multimodal, que combina educação sobre o transtorno, cuidados com o estilo de vida, atividade física, alimentação, sono, psicoterapia e medicação, quando indicada.

Medicamentos são comprovadamente eficazes e devem ser usados apenas com orientação médica. Manter uma rotina estruturada, estabelecer metas alcançáveis e praticar técnicas de gerenciamento de tempo são estratégias úteis no manejo do TDAH.

Adultos com TDAH podem enfrentar desafios significativos em áreas como trabalho, relacionamentos, desempenho, saúde mental e bem-estar geral, impactando a vida diária e social.

Portanto, de acordo com o especialista, é crucial reconhecer e compreender a complexidade do TDAH na vida adulta, a fim de promover diagnósticos precoces e intervenções adequadas. “Com maior conscientização e suporte, é possível ajudar as pessoas com TDAH a gerenciar seus sintomas e melhorar sua qualidade de vida”, finaliza ele.

Fonte: Difusora 95 (https://difusora95.com.br/noticias/tdah-em-adultos-conheca-os-sintomas-e-tratamento/)

Veja também...

A arte, em sua essência vibrante e transformadora, espelha a própria natureza humana. Flexível, mutável e repleta de surpresas, ela reflete a …

No vídeo abaixo, Marcos Mion faz mais um alerta bastante importante. Agora, o apresentador, pai do adolescente atípico Romeo e um dos …

A Justiça de Praia Grande, no litoral de São Paulo, deferiu liminares para que a Amil não cancele contratos de plano de …

plugins premium WordPress