Compartilhe

Compartilhe

Nos últimos anos, o mercado audiovisual vem investindo cada vez mais em produções que retratam o cotidiano de pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA). Dessa forma, os filmes e as séries, disponíveis principalmente em plataformas de streaming, se tornam ferramentas essenciais para incentivar discussões sobre o tema, colaborando com a construção de um mundo mais plural e inclusivo.

Para contribuir com o debate sobre o respeito às diferenças, preparamos uma lista com quatro filmes e séries indicados para diferentes idades. As produções trazem como protagonistas pessoas com autismo, que enfrentam uma série de desafios e obstáculos em suas vidas pessoais e profissionais. Confira!

Uma advogada extraordinária

Lançada em 2022, a série sul-coreana “Uma advogada extraordinária” acompanha a vida de Woo Young Woo, uma advogada autista de 27 anos, que enfrenta desafios dentro e fora do tribunal.

Ela se forma como a melhor estudante da turma na prestigiada Universidade Nacional de Seoul, e devido à sua inteligência consegue um trabalho em um grande escritório de advocacia. No entanto, a personagem enfrenta algumas dificuldades com interações sociais, o que faz com que os outros pensem que Young Woo é uma pessoa esquisita ou apenas solitária.

A série é produzida pela ENA e Astor e se tornou a sétima série mais assistida da história da Coreia do Sul. Ela está disponível na Netflix e conta com uma temporada e 16 episódios para maratonar.

Classificação indicativa: 16 anos.

The Good Doctor

A série “The Good Doctor” conta a história de um jovem cirurgião com síndrome de Savant e autismo, que nasceu em uma pequena cidade, onde teve uma infância problemática. Apesar de ter dificuldade para se relacionar com outras pessoas, ele precisa aprender a conviver com seus pacientes, no prestigiado departamento de cirurgia do Hospital San Jose St. Bonaventure, além de todos à sua volta.

Amor no espectro

O documentário australiano “Amor no espectro” acompanha um grupo de adultos solteiros no espectro do autismo, enquanto exploram o universo dos relacionamentos amorosos. Por meio de encontros rápidos ou às cegas, os personagens mostram como lidam com namoros, amigos e familiares. No total, são duas temporadas e 11 episódios, disponíveis para assistir na Netflix.

Classificação indicativa: 10 anos.

O farol das orcas

Inspirado em uma história real, “O farol das orcas” conta a história de uma mãe que viaja com o filho autista para a Patagônia. O objetivo é fazer com que o menino encontre pessoalmente um biólogo que ele conheceu em um documentário e que é capaz de “conversar” com baleias. O contato com a natureza acaba levando a um processo de transformação na vida dos personagens.

Duração: 1h50.

Classificação indicativa: 12 anos.

Fonte: Site Guia de Rodas

Veja também...

A comunidade autista no Brasil está profundamente consternada pela morte de Liliane Senhorini, a querida Lili, professora, ativista e mãe de três …

Há ainda escassez de estudos de alta qualidade quando falamos de psicoterapia com adultos autistas. Mais pesquisas precisam ser feitas. Porém, o …

No vídeo abaixo, Marcos Mion faz mais um alerta bastante importante. Agora, o apresentador, pai do adolescente atípico Romeo e um dos …

plugins premium WordPress