20/06 | 2 anos de Coletivamente

Compartilhe

Compartilhe

Depois de alguns dias me recuperando da ressaca social, eis aqui alguns registros do I Workshop de Saúde Mental da Diretoria da Saúde do Servidor Público do Governo de Santa Catarina, meu primeiro evento de autismo neste ano, realizado no maior teatro de Floripa, e no qual conheci pessoas especiais do mundo autista, além de reencontrar pessoas importantes da minha vida.

Foi um dos maiores desafios de minha trajetória (inclusive tive um episódio de crise de ansiedade no final do evento, devido à altíssima procura pelo meu livro), porém, foi fundamental estar presente lá e transmitir as mensagens de que ter talento é apenas UM ingrediente do sucesso profissional, e que a arte neurodiversa é mais um meio do que um fim, e mais um apelo ou um pedido de ajuda do que uma compensação pelo déficit na comunicação interpessoal (como por exemplo a trilha deste post, “Lithium” de Kurt Cobain, do álbum “Nevermind” do Nirvana).

Conforme eu e a Gabi (mãe das @gemeasbetinaececilia) declaramos em nossas falas, muita gente se surpreende ao ver um autista em cima do palco e aplaude de pé o seu talento, mas esquece que para ele conseguir estar lá e para ele conseguir chegar são e salvo à vida adulta, ele precisa antes ir para cima do divã e para dentro dos demais espaços terapêuticos. Gratidão à equipe da @periciamedica_sc pelo convite e pela oportunidade

Veja também...

O TRT da 9ª região reconheceu o direito de uma pessoa autista de exercer sua profissão de forma adaptada por meio do …

A arte me move e, com ela, tenho um coração de muitas cores. Eu amo criar e sei que o bom Deus …

No vídeo que segue, eu abordo as especificidades existentes para a educação de uma criança autista, ressaltando a necessidade de um reforço …

plugins premium WordPress