20/06 | 2 anos de Coletivamente

Compartilhe

Compartilhe

Existem muitos produtos que não são “para autismo”, mas que podem ser excelentes produtos para terapia, programas educacionais ou incorporados no dia a dia de uma pessoa autista

Enquanto também há produtos que são divulgados como sendo “para autismo” que alegam benefícios e expectativas de resultados

Dentre essa categoria de produtos e serviços “para autismo”, existem empresas e profissionais autônomos que são éticos e responsáveis ao esclarecer seus fundamentos e resultados esperados de forma realista

Mas também existem outras empresas (algumas, bilionárias) que simplesmente descobriram que podem lucrar mais se nicharem uma linha de seus produtos “para autismo”

Ao meu ver, não há nenhum problema em existir produtos e serviços “para autismo”. Muito menos precisamos consumir exclusivamente produtos com “selo baseado em evidências”

Entretanto, defendo que precisamos sempre de senso crítico e manter um limiar sensato para discriminar o que é plausível de trazer benefício real e o que não é. Abaixo, faço uma brincadeira com alguns produtos, que visa a despertar essa reflexão.

Veja também...

O Brasil conta atualmente com cerca de dois milhões de pessoas diagnosticadas com Transtorno do Espectro Autista (TEA). Para muitas dessas pessoas, …

O Governo do Tocantins sancionou a Lei 4.461, que institui a Política Estadual de Acompanhamento Pré-Natal e Pós-Parto para gestantes com Transtorno …

Como terapeutas, sabemos que criar um ambiente leve e acolhedor é fundamental para o desenvolvimento da criança. Mas você sabia que podemos …

plugins premium WordPress