20/06 | 2 anos de Coletivamente

Compartilhe

“Ser autista custa caro”

Compartilhe

Por que tantos autistas adultos inclusos no mercado de trabalho, mesmo sendo bem remunerados mensalmente e recebendo acesso a vários direitos garantidos por lei, possuem tanta dificuldade de manter a sua vida financeira equilibrada?
O princípio básico da educação financeira é nunca gastar mais do que se ganha, entretanto, quando se é uma pessoa neuroatípica, os gastos extras são praticamente diários, devido a vários motivos:

1) Necessidade de novas terapias, tratamentos e medicamentos que não são oferecidos gratuitamente em postos de saúde, farmácias populares, CAPS, etc.
2) Consultas emergenciais em episódios de picos de estresse, crises de ansiedade, sobrecarga sensorial, etc.
3) Itens de consumo relacionados aos hiperfocos (Ex.: livros, games, brinquedos, assinaturas de streaming, equipamentos, acessórios, cursos, pacotes de viagens, etc.)
4) O conflito interno entre AVALIAR a necessidade real de se adquirir o item e SATISFAZER a necessidade mental de se consumir o hiperfoco costuma resultar nas compras por impulso (oniomania).
5) Os reparos emergenciais em veículos, equipamentos, reposição de objetos quebrados ou perdidos, etc, costumam ser bastante frequentes, devido à dificuldade de conservação e manuseio dos mesmos.

Cortar ou reduzir tais gastos extras do orçamento mensal pelas limitações financeiras pode ajudar a controlar o crédito disponível. Porém, para um autista, isso pode piorar ainda mais as suas crises, devido à sua necessidade constante de tratamento e acompanhamento médico e psicológico, e de satisfação dos hiperfocos como estratégia de regulação emocional.

O déficit na Teoria da Mente interfere diretamente nas capacidades de análise, argumentação e negociação da pessoa autista, o que a torna mais propensa a cair em golpes e ofertas de crédito fácil, ou fechar transações comerciais com condições desfavoráveis (ex: juros abusivos, ser remunerada por um valor muito abaixo da tabela regular, etc).

SER AUTISTA CUSTA CARO!
Por mais políticas públicas pela segurança financeira das pessoas autistas!

Veja também...

O Brasil conta atualmente com cerca de dois milhões de pessoas diagnosticadas com Transtorno do Espectro Autista (TEA). Para muitas dessas pessoas, …

O Governo do Tocantins sancionou a Lei 4.461, que institui a Política Estadual de Acompanhamento Pré-Natal e Pós-Parto para gestantes com Transtorno …

Como terapeutas, sabemos que criar um ambiente leve e acolhedor é fundamental para o desenvolvimento da criança. Mas você sabia que podemos …

plugins premium WordPress